terça-feira, julho 31, 2007

143. POR QUE GOSTO DE CINEMA. DE NOVO O ÓBVIO.

Profissão: cineasta. Morreu ontem, aos 94 anos.

5 comentários:

Letras de Babel disse...

Antonioni, o mestre da câmara lenta.
"O drama do nosso século é a incomunicabilidade, mas não tenho a pretensão de encontrar uma solução" - disse, certa vez. Falava no século passado. Que diria ele deste?


Beijos

_______.

Luís Galego disse...

O poeta do tédio, como alguns lhe chamavam...no mesmo dia do querido sueco, Bergmam. Decreto que amanhã nenhum cinesta pode morrer...mesmo!!!

isabel victor disse...

"O poeta do tédio ..."

Pego nas palavras de Luís Galego e
fico-(me) por aqui.

Em dois dias, desapareceram do firmamento duas brilhantes estrelas. O céu está agora mais escuro ... mas a magia continua.

VIVAM, Bergman e Antonioni!

take.it.isa disse...

e o Serrault..

será do gaspacho!?!

Anonyma disse...

O poeta do tédio?!!
Talvez...eu chamar-lhe-ia o mestre do tremores nocturnos...
Alguns dos seus filmes são de uma inquietude avassaladora...