sexta-feira, novembro 30, 2007

173. A MINHA AMIGA GRACINDA CANDEIAS


Já aqui falei dela. É preciso conhecer a Gracinda porque qualquer descrição fica muito aquém da personagem. É uma artista plástica com forte cotação no mercado e grande talento. É uma pessoa delirante, imparável, de uma criatividade e energia invejáveis. É simpática, afável, generosa, divertida. E escreveu-me a dizer que faz neste fim de semana mais um dos seus "ateliers abertos" para partilhar experiências e... (por que não?) promover a venda de criações suas ("O Natal também é Arte", diz ela no seu mail) que darão excelentes presentes de Natal. Porque isto de os artistas viverem do ar que respiram é pura poesia...


A sua mais recente criação esteve exposta na FAC (Feira de Arte Contemporânea), em Lisboa, há duas semanas e chama-se "Corpus Meum".


A respeito desta fase da sua obra, cito (do seu blog):


Liberdade

A mão do ser Humano, com um dedo oposto - o polegar - foi uma aquisição evolutiva extremamente importante, pois deu um poder de defesa e capacidade de modificar o meio ambiente...permitindo até pintar!

Justamente, são as mãos o meu principal instrumento na pintura, há mais de 30 anos.

Um dia, deixei de SENTIR AS MÃOS!

Experimentei várias sensações........até à ausência delas e achei que não tinha mãos!

Em finais de Novembro de 2004, fui submetida a uma intervenção cirúrgica à mão esquerda.

A cirurgia foi a libertação do nervo mediano, ou um corte do ligamento anelar anterior do carpo.

Pois! A libertação do nervo!... Mas não a minha! Penei todo este tempo, até que em Agosto de 2007 dou por mim a fotografar a mão esquerda com a mão direita, pois é dela que se trata neste trabalho.

Recorri às novas tecnologias e acrescentei pontos eléctricos luminosos.

Imperceptíveis no primeiro olhar, representam os choques que senti, por cada nervo a ser libertado. A libertação de cada um passa por essa ausência de contornos, de amarras, de realidades, de barreiras.
espaço

E assim é a Gracinda Candeias. Já aqui disse uma vez que vale a pena conhecer a mulher e a obra. Vai mais uma vez valer a pena passar pelo atelier dos Coruchéus, este fim de semana, para partilhar as experiências do Corpus Meum... e dos scones que ela já nos prometeu. A verdade é que, scones à parte, e já que não estava em Lisboa no fim de semana em que decorreu a FAC, estou morta de curiosidade para conhcer esta nova fase da Gracinda. Não vou faltar.

2 comentários:

CresceNet disse...

Oi, achei seu blog pelo google está bem interessante gostei desse post. Gostaria de falar sobre o CresceNet. O CresceNet é um provedor de internet discada que remunera seus usuários pelo tempo conectado. Exatamente isso que você leu, estão pagando para você conectar. O provedor paga 20 centavos por hora de conexão discada com ligação local para mais de 2100 cidades do Brasil. O CresceNet tem um acelerador de conexão, que deixa sua conexão até 10 vezes mais rápida. Quem utiliza banda larga pode lucrar também, basta se cadastrar no CresceNet e quando for dormir conectar por discada, é possível pagar a ADSL só com o dinheiro da discada. Nos horários de minuto único o gasto com telefone é mínimo e a remuneração do CresceNet generosa. Se você quiser linkar o Cresce.Net(www.provedorcrescenet.com) no seu blog eu ficaria agradecido, até mais e sucesso. If is possible add the CresceNet(www.provedorcrescenet.com) in your blogroll, I thank. Good bye friend.

Ana Paula disse...

O tema das mãos é tão bonito!
Parabéns à mulher e à artista!
Beijinhos para si! :)