sexta-feira, outubro 19, 2007

168. NÃO SOU DIGNA DE TER UM BLOG.

É verdade! Ter um blog supõe uma certa capacidade de o manter vivo e alimentado, qual tamagoshi e isso não tem acontecido aqui no meu modesto T1. Eu sei que a minha vida tem sido uma correria, mas há quem corra mais do que eu e lá vai mantendo a escrita em dia (para descodificar isto, veja-se por onde tem andado o autor de Lauro António Apresenta).
Também não tenho visitado espaços da blogosfera, nem os habituais nem os outros. Enfim, sou a vergonha da classe bloguística!

E hoje não é mais do que um toca e foge. Para deixar ficar um registo rápido e fugidio.

Mas afinal, o que é que me tem mantido tão arredada do convívio virtual? O trabalho, sem dúvida, que se acumulou durante a minha imersão total na história sangrenta da época isabelina, mas também uma quantidade de acontecimentos.

O CineEco foi apresentado, no espaço ambientalista da EDP, no Marquês de Pombal, em Lisboa. Reuniu-se um grupo muito diversificado e simpático.


O filme do Lauro, com a colaboração estreita do Frederico, sobre a pintura da Maria Sobral de Mendonça, e em especial sobre esta exposição, intitulada de Tiqqun, foi apresentado, na Fnac, e a exposição inaugurou, na Câmara Municipal de Lisboa. Simpática e generosa, a Maria produziu abundante material onde esta foto da minha autoria era repetida. É um prazer e uma honra saber que ela se sente captada e retratada pela minha câmara.
espaço

No Vá-Vá, dois Vá.Vá.Diando. Com Rogério Samora e Carlos do Carmo. Pretexto para conversa animada sobre um tema sempre apaixonante: ser artista.


Entretanto, uma ida a Turim, ao Cinemambiente, festival parceiro do CineEco.

A sala onde decorrem as sessões do festival, o Cinema Massimo.

A entrada para o Museu do Cinema (sim, é verdade, há fila para entrar no museu! E há uma sala de ópera cujos 1.600 lugares se encontram esgotados na sessão de 3ª feira, às 3 da tarde, para ver e ouvir Verdi).

O chapéu e o cachecol emblemáticos de Federico Felini.

Mais um prémio para um filme português que começa a ser campeão de prémios: "Ainda há Pastores?", de Jorge Pelicano. Desta vez o prémio foi o Green Award, prémio dos prémios, que distingue o melhor filme de temática ambiental do ano. Parabens, Jorge!

E o CineEco onde, há precisamente um ano, o filme do Jorge era exibido em estreia, está de novo à porta. Vamos, portanto, até à Serra.

20 comentários:

S. disse...

Ufffff!!!!

Até eu estou cansada...
:-)

Muitos beijinhos
Boa Seia!

take.it.isa disse...

sempre atarefada!

boa viagem. beijos.

Mel de Carvalho, www.noitedemel.blogs.sapo.pt disse...

Querida amiga,
Eu é que não sou digna de ter blogs... nem de ter amigos com blogs. Porque não os visito, como é meu desejo.
Saudades enormes. Gostaria de estar convosco no próximo Va-Va. Vou estar atenta e tentarei aparecer.

Um beijo saudoso
Mel

Arion disse...

Às vezes acho é que os blogues não são dignos de me ter a mim: estão muito bem a criar raízes, vou eu, e apago-os. Bem vinda de volta, beijos!

Bandida disse...

que grande maratona! nem eu resistiria... ;)


e como diz a S. - Boa Seia!

vamos a ver se consigo... depois digo.

beijossssssssssss


B.

isabel mendes ferreira disse...

beijos.

____________________________

_____________________________.

isabel victor disse...

tamagoshi ALIMENTADO !!!!!!!!!!!!!!!!

Fantástico "m" . Até me sentir a viajar convosco ...

Parabéns ao filme " Ainda há pastores "

Digníssima bloguista, é um prazer passar por aqui. É como tocar á campaínha, alguém (afável) nos abrir nos abrir a porta e ainda de pé no hall, nos começar a contar, com contagiante alegria por onde tem andado. É tão bom ...

Até logo

isabel (do caderno em noite de tigres)

isabel victor disse...

Ai !!! Está tão mal escrito esse meu comentário aí em cima ...

E a pontuação é de pavor !

Apaga "m" ...

bj***

intruso disse...

nós esperamos pelos posts
:)

até breve..............
bj

Letras de Babel disse...

És uma vergonha, sim senhor!

Mas como, entremientes, nos trazes aqui coisas que não são vergonha nenhuma, volta que estás perdoada :)


Beijos
Até breve.

Maria Eduarda Colares disse...

obrigada, S. Por motivos de saúde (ou falta dela) não foi tão bom como poderia ser. Mas em termos de cineeco foi muito bom.
beijos

Maria Eduarda Colares disse...

obrigada, isa(bel). De volta, agora a ver se cumpro com as minhas obrigações bloguísticas.
bjs

Maria Eduarda Colares disse...

Querida Mel, nestas correrias o tempo é o que vai faltando, não a vontade. Próximo Vá-vádiando com Celina Pereira, voz de Cabo Verde sempre cálida
bjs

Maria Eduarda Colares disse...

arion, lá irei às tuas encadernações.
beijos

Maria Eduarda Colares disse...

pois foi, bandida, maratona em cima de maratona. O pior é que a saúde não está brilhante. Enfim
beijos

Maria Eduarda Colares disse...

isabel, obrigada pelas visitas assíduas e amáveis
beijos

Maria Eduarda Colares disse...

isabel victor, desculpa mas só hoje estou de regresso a estes convívios, portanto só hoje vi a pontuação... não me chocou particularmente, antes me consolou o afecto.
beijos

Maria Eduarda Colares disse...

vamos ver, intruso, se é desta que eu fico mais "caseira"
beijos

Maria Eduarda Colares disse...

a generosidade, letras de babel, é perdoar as leviandades de bloguistas pouco cumpridores...
beijos

musqueteira disse...

primeiro que tudo eu gosto de Sopa. depois gostei ainda mais de ir até a Seia... e na volta para a cidade tive tempo de acordar bem de madrugada e passear pela Serra. vimcom muito O2...e o CINEECO está de parabéns...um beijo e Sopa, sempre!