quinta-feira, maio 29, 2008

A CULPA É DELE

Ele foi considerado (e é verdade!) um dos homens mais bonitos do mundo. Ele foi um dos mais talentosos actores de Hollywood. Ele foi um dos maiores sex symbols da América. Ele foi um dos seres humanos mais controversos sob o ponto de vista da moral convencional. Nos últimos tempos ele monopolizou completamente a minha atenção, o meu tempo, os meus recursos. Hoje, Brando à parte e missão cumprida, regresso ao convívio da blogosfera. Espero que os meus fiéis continuem a privilegiarem-me com a vossa visita porque (diria o José Carlos Malato) isto sem vocês não tem graça nenhuma!

1 comentário:

Arion disse...

Em primeiro lugar, o homem era lindo. E um excelente actor, também. Em segundo lugar, tenho absolutamente que ler esse livro. Em terceiro, e muito mais importante, aqui estou, como sempre tenho estado, feliz pelo teu retorno, ainda que a tua ausência tenha sido por uma grande causa. Beijos!